1) O que é?

A Aposentadoria por Invalidez é um benefício previdenciário concedido ao segurado que estiver incapacitado para o trabalho de forma total e permanente, sem quaisquer perspectivas de reabilitação e pode tanto decorrer de acidente como de doenças diversas.

É bastante comum associá-lo ao auxílio-doença, pois ambos decorrem da incapacidade. No entanto, para tal benefício a incapacidade do segurado deve ser total e temporária.

2) Quais os requisitos?

Os requisitos para o benefício são os seguintes:

  1. a) A carência de 12 (doze) contribuições mensais;
  2. b) A qualidade de segurado no momento do fato gerador (doença, acidente, etc…);
  3. c) A incapacidade total e permanente para o exercício da atividade que lhe garanta a subsistência.

Cumpre destacar que a carência não é exigível quando se tratar de acidente de qualquer natureza ou de alguma das doenças consideradas graves, contagiosas ou incuráveis, especificadas em lei. A jurisprudência, por outro lado, assevera que a isenção de carência pode se dar ainda em hipóteses não previstas na lei.

Ademais, deve-se atentar que a avaliação da incapacidade total e permanente do segurado não deve se restringir à condição física, devendo ser verificados os seguintes fatores:

idade;

conhecimento técnico para outras atividades diversas das quais tradicionalmente exercia;

capacidade econômica;

o grau de alfabetização – o que aumenta ou diminui sua chance de restabelecer-se no mercado de trabalho -;

condições psicológicas, sociais e culturais.

3) Qual a data de início do benefício?

Quando o benefício de aposentadoria por invalidez for consequência da transformação do auxílio-doença, seu início será no dia da cessação do benefício anterior.

Por outro lado, quando não for decorrência de benefício anterior, será devido nos seguintes termos:

para os segurados empregados (exceto o doméstico): a contar do 16º dia de afastamento da atividade ou a partir da entrada do requerimento, quando postulado após o 30º dia do afastamento da atividade (os quinze primeiros dias de afastamento são de responsabilidade da empresa, que deverá pagar ao segurado empregado o salário);

para o segurado empregado doméstico, trabalhador avulso, contribuinte individual, especial e o facultativo: a partir da data do início da incapacidade, ou da data de entrada do requerimento, quando ocorrido após o 30º dia da incapacidade.

4) Qual a renda mensal inicial do benefício?

A aposentadoria por invalidez, inclusive a decorrente de acidente do trabalho, consistirá numa renda mensal correspondente a 100% do salário de benefício, o qual consiste na média aritmética simples dos maiores salários de contribuição correspondentes a oitenta por cento do período contributivo decorrido desde a competência julho de 1994 até a data do início do benefício.

Diversamente, quando o benefício decorrer de transformação do auxílio-doença anterior, a renda mensal inicial da aposentadoria por invalidez será de 100% do salário de benefício que serviu de base para o cálculo da renda mensal inicial do auxílio-doença, reajustado pelos mesmos índices de correção dos benefícios em geral.

Conteúdo original por João Leandro Longo – Via Jornal Contábil