Imposto de renda 2022: como preencher a ficha de bens e direitos ?

 

Em 2022, a ficha de bens e direitos passou a ter nove códigos e novos campos obrigatórios.

Entre as principais mudanças na entrega da declaração do Imposto de Renda 2022 está a ficha de bens e direitos.

Na ficha de bens e direitos os contribuintes devem informar patrimônios como imóveis, veículos, aplicações financeiras e outros.

Contudo, a seção tinha mais 70 itens que deveriam ser buscados e preenchidos pelo contribuinte conforme as suas posses.

Bens e direitos

Neste ano, os códigos foram reorganizados em nove grandes grupos para ajudar na busca. Veja como ficaram:

Bens imóveis: apartamento, casa, terreno, prédios, galpão etc.

Bens móveis: automóvel, moto, caminhão, aeronave, embarcação, joia, quadro, objetos de arte etc.

Participações societárias: ações, quotas de capital e outras participações societárias.

Aplicações e investimentos: poupança, títulos, ativos negociados em bolsa, derivativos, ouro, etc.

Créditos: empréstimos concedidos, crédito decorrente de alienação e outros créditos.

Depósito a vista e numerário: depósito em conta corrente, dinheiro em espécie, dinheiro em moeda estrangeira etc.

Fundos: fundos de investimentos, Fiagro, fundos imobiliários (FII), ETFs, FIDCs etc.

Criptoativos: bitcoin (BTC), ether (ETH), XRP, bitcoin cahs e litecoin, stablecoins, Brazilian Digital Token, paxos e NFTs.

Outros: licença, concessão, título de clube, direito de autor, inventor, patente, VGBL etc.

De acordo com o especialista em Imposto de Renda, Valter Koppe, a mudança vai facilitar o preenchimento da declaração, mas o contribuinte precisa se atentar caso for importar dados do ano anterior.

“Em função da reorganização, quando importar dados do ano anterior, alguns códigos virão em branco. O sistema não conseguiu entender as mudanças de forma automática”, explica.

Segundo ele, o próprio sistema apresentará uma mensagem de erro, mas vale ter atenção redobrada nesses casos de importação.

Novas obrigações na ficha de bens e direitos

Outra mudança são os campos e informações adicionais que eram facultativos, mas passaram a ser obrigatórios, como é o caso do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam).

 “A partir de agora, ao declarar um veículo, será necessário preencher o Renavam”.

Imposto de Renda 2022

Os contribuintes têm até o dia 28 de abril para entregar a declaração do Imposto de Renda 2022.

Quem não cumprir a obrigação poderá pagar uma multa de 75% sobre o valor do imposto devido e pode, ainda, ser duplicada para 150%, caso comprovado fraude ou tentativa de ocultação de dados.

Fonte: Portal Contábeis